Sequestro Emocional – Como evitar

Quando você é tratado(a) injustamente, te faltam com o respeito, ou se sente desconsiderado(a) ou atacado(a), pode perder a lucidez por alguns momentos. É como se tivesse sido sequestrado(a) pela emoção, que toma conta de sua mente e faz você agir de forma agressiva. Tudo acontece rapidamente, quando menos espera já falou ou fez o que não devia. Após recobrar seu estado de lucidez percebe que não agiu da melhor forma. Isso acontece porque esse “sequestro” emocional é disparado por uma estrutura cerebral denominada “amígdala” responsável pelas reações emocionais, ligada à autopreservação, identificando riscos. Ela comete erros frequentemente, pois na vida atual muitos perigos são apenas simbólicos.

Para minimizar esses sequestros emocionais e manter o controle é necessário observar as reações para descobrir quais são os gatilhos que antecedem o descontrole. Quando as coisas não saem como você planejou, de que forma seu corpo reage. Quais seus comportamentos. Após identificar seu funcionamentos é necessário iniciar o processo de racionalização, para evitar uma resposta espontânea. Pode usar respiração profunda, contar até 10, 20, mais respiração. Esse sequestro emocional dura poucos segundos, após os quais é possível avaliar as situações com a razão antes de tomar qualquer atitude impensada.

É necessário perceber e assumir que a resposta emocional está desproporcional aos fatos e ceder. Para isso é necessário monitorar o que está acontecendo em sua mente e sempre questionar se está exagerando, perturbado(a) etc.

Pode encontrar uma válvula de escape para sua emoção, de modo que consiga baixar o estímulo, se afastar da situação, respirar e contar até 10, mantendo-se sempre centrado(a) e com a cabeça no lugar.