Agulhomancia

Para o povo cigano, o Astral permitiu que seu campo de interpretação fosse ampliado. Oriundo do Oriente, a leitura das agulhas funciona como o jogo de dados, porém a agulha precisa estar num recipiente límpido com água e deixar que ela oriente como uma bússola, e que o mentor cigano responsável pelo seu direcionamento traga outras informações.

Consultores Disponíveis Agora
  • Apollo

    Com o uso do Baralho Cigano e dos Arcanos Maiores, viso trazer um direcionamento para as pessoas a fim de trabalhar os campos: familiar, profissional e afetivo e tudo o que for necessário.

    Através da Numerologia Pitagórica e Cabalística, realizo um estudo a fim de trazer amuletos da sorte, abordar sobre Ano Universal e suas influências para o Ano Pessoal, assim como amuletos da sorte, cores favoráveis; o que está em equilíbrio e o que não está em sua assinatura; Dias favoráveis para iniciar empreendimentos, entre outros. Sejam bem vindos!

    Ver Perfil
  • Felixx

    A minha jornada no esoterismo/holismo começou com a previsão da minha bisavó;uma mulher de muita fé e voltada para a caridade, hospedava pessoas enfermas em casa e ajudava em suas reabilitações com rezas, ervas e benzeduras. Os médicos da cidade  perguntavam aos doentes de difícil diagnóstico ou cura se já tinham passado por ela, o que mostra o  profundo respeito que todos tinham pelo seu dom.

    Minha avó, tias e uma moça que vivia com ela desde criança continuaram essa tradição, não acolhendo, mas receitando as ervas e orações. Essa moça, pela sua ancestralidade árabe, tinha o dom da vidência pela cafeomancia, e lia a xicara para as moças e orientava os senhores em assuntos de negócios.

    Estava com 10 anos e ela bem velhinha, lendo como de costume para minhas primas, interrompi a leitura e disse que sabia fazer aquilo, e fiz, todas ficaram impressionadas e passei a ler escondido, pois No conjunto de crenças da família, apenas as mulheres podiam exercer o dom, mas fui salvo pela minha avó que lembrou que minha bisavô, sua mãe, disse que teria um homem na família que herdaria o dom do conhecimento das ervas, rezas e forças da terra. 

    Hoje, depois de 30 anos, prossigo na minha jornada estudando continuamente, atuando como oraculista, seguindo as virtudes dos Santos e sempre conectado com os poderes das  ervas e forças da terra, com a feliz permissão dos meus mestres, guias e mentores, acolhendo com responsabilidade meus amigos consulentes que chegam pelas mãos irretocáveis do Universo.

    Ver Perfil