A OBRA DOS ANJOS

Os anjos são mensageiros e ministros de Deus. São enviados para nós com missão de  assegurar nossa segurança e para que não nos desviemos do plano do Criador. Como dispomos de livre-arbítrio e individualidade, temos que conversar com eles voluntariamente e pedir ajuda e soluções para nossa vida. Eles atuam por nós, mas não decidem por nós.

Quando permanecemos em contato com nosso Anjo pessoal, que nos acompanha desde o momento do nascimento, , conversando, nos mantemos conectados com nossa intuição (conhecimento da verdade)  e com nossa Centelha Divina.  Ele está diretamente ligado a toda uma hierarquia, cujas primeiras cinco ordens ou coros estão a serviço da humanidade.

A hierarquia angélica se compõe da primeira ordem: Anjos, Arcanjos e Principados (a serviço da salvação pela graça de Deus). Da segunda ordem: Potestades, Virtudes e Dominações (cumprem a vontade de Deus nos coros inferiores). E a terceira ordem: Tronos, Querubins e Serafins, que são os seres celestiais mais conectados com a Onda primordial.

Os Arcanjos tem correspondência analógica com diversos aspectos da Cultura e simbologia humana:

MIGUEL (Luz de Deus): domingo, amarelo, sol, juventude, fogo, caridade, Luz.

GABRIEL (Mensageiro de Deus): 2ª feira, prata, Lua, infância, água, fé, Esperança.

SAMAEL (Justiça de Deus): 3ª feira, vermelho, marte, pré-adolescência, fogo, pureza, Transformação.

RAFAEL (Cura de Deus): 4ª feira, lilás, mercúrio, 2 a 14 anos, água e terra, temperança, Civilizador.

ZADQUIEL (Piedade de Deus): 5ª feira, azul celeste, júpiter, maturidade, ar, compaixão, Regência.

ANAEL (Amor de Deus): 6ª feira, verde, vênus, adolescência, ar e água, esperança, Amor.

ORIFIEL (Contemplação de Deus): sábado, marrom, saturno, velhice, terra, prudência, Solicitude.

A sua participação consiste em chamar teu Anjo ou Arcanjo, conforme o objetivo e  agradecer como se tudo já estivesse solucionado.