As runas formam um conjunto de 24 antigos símbolos alfabéticos utilizados como ferramentas de adivinhação, como um oráculo que ajuda a prever o futuro. É possivelmente um dos oráculos mais antigos e significativos do mundo.

De origem germânica e dos povos do norte Europeu, provavelmente do ano 200 dC, as runas possuem uma linguagem mágica que ajuda a encontrar a evolução da alma revelando mensagens divinas e ocultas. De acordo com os especialistas neste tipo de alfabeto, as runas nunca foram criadas ou inventadas, elas foram uma dádiva do Deus Odin. São forças eternas e preexistentes que o próprio Odin descobriu passando por uma grande provação. O alfabeto rúnico é feito de símbolos de forças poderosas do cosmos. A palavra “runa” significa oculto, mistério, segredo. Cada uma das letras/runas mostra como as forças do mundo interagem e influenciam a todos. Ao descobrir as runas, Odin descobriu muito mais do que um alfabeto que representava os sons vocais humanos, ele descobriu um sistema de magia extraordinário e poderoso.